Vale realiza a partir desta quarta-feira (22) audiências públicas sobre modelo de mineração que dispensa barragens

Publicado em

 

Santa Bárbara e Caeté, cidades mineradas do Quadrilátero Ferrífero, terão nos próximos dias 22 e 23 de maio, respectivamente, às 18h, a realização de audiências públicas referentes aos projetos de mineração e de sondagem Apolo a Umidade Natural, da Vale. As reuniões têm como objetivos informar, esclarecer dúvidas e debater sobre o novo conceito do empreendimento.

Conforme divulgado pela Vale, o Apolo teve sua área reduzida e seus processos otimizados em relação ao projeto original de 2009, eliminando a geração de rejeitos e a necessidade de barragens na produção de minério de ferro. Nas audiências públicas, será apresentado o projeto de sondagem a ser realizado na região para subsidiar o detalhamento do empreendimento.

“O novo Apolo traz uma proposta de mineração sustentável para Caeté e Santa Bárbara, que foi desenvolvida ao longo da última década a partir da escuta ativa com comunidades e entidades ambientais. Este projeto também é resultado de evoluções nas soluções de engenharia e reflete a nova forma de operar da Vale”, diz o diretor de Licenciamento Ambiental da empresa, Daniel Medeiros.

“As audiências públicas serão fundamentais para ampliarmos as informações do empreendimento e recebermos as contribuições da população para avançarmos na construção de um projeto que seja positivo para todos”, complementa o diretor.

Sem Titulo 16 2

Ainda conforme divulgado pela mineradora, está sendo disponibilizado à população um serviço itinerante de informação do novo Apolo (foto acima). Ao todo, foram atendidas mais de 500 pessoas em 15 localidades da área de abrangência do projeto.

Novo modelo

A Vale estima que o projeto resulte na produção de cerca de 14 milhões de toneladas de Sinter Feed por ano a umidade natural, ou seja, sem uso de água no beneficiamento do minério de ferro. Com o tratamento a seco do mineral, não há geração de rejeitos, o que elimina a necessidade de barragem ou outra estrutura para disposição deles.

O novo método, ainda segundo a Vale, reduz a necessidade de água nova em 95%, com previsão de aproximadamente 100 m³/h para atividades de limpeza e de controle ambiental, contra 1.900 m³/h estimados em 2009.

“Trata-se de um projeto de mineração inteiramente remodelado para atender aos anseios da sociedade por zero rejeitos e maior economia de recursos. O novo Apolo foi concebido a fim de garantir que sua operação seja realizada de forma sustentável e responsável desde a abertura da mina até o seu encerramento”, esclarece a diretora de Projetos da Vale, Raquel Bastos.

Vale fornecerá transporte

A mineradora vai disponibilizar transporte gratuito para moradores de comunidades vizinhas ao projeto. As sessões também serão transmitidas ao vivo pela internet, via YouTube, mas sem possibilidade de interação. As inscrições para acesso ao transporte e às sessões online podem ser feitas pelo site www.vale.com/projetoapolo .

Pelo mesmo site é possível encontrar informações e os estudos ambientais dos projetos, também disponíveis para consulta nas prefeituras dos municípios de Santa Bárbara, Caeté, Barão de Cocais, Rio Acima e Raposos.

Os Relatórios de Impacto Ambiental (RIMA), referentes aos processos de licenciamento, mineração e sondagens, estão disponíveis no site www.vale.com/projetoapolo e na Prefeitura de Santa Bárbara, na Praça Cleves de Faria, n°122 – Centro.

Informações sobre os locais das audiências públicas no site da Vale.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...