Sinagências discute PL que vai equiparar salário de servidores da ANM em 2024

Publicado em

 

A diretoria do Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Reguladoras (Sinagências) está mobilizada para contribuir na formulação do Projeto de Lei que visa equipar o salário dos servidores da Agência Nacional de Mineração (ANM) com os salários das demais agências reguladoras federais. Nesta semana, a reunião foi com o deputado Beto Pereira (PSDB-MS).

O presidente do Sinagências, Fabio Rosa, o encontro marca o início da mobilização do sindicato pela aprovação do PL – que será votado no Congresso, com efeitos já para 2024. “Uma vez que o termo de acordo da equiparação da ANM foi aprovado, ele agora será materializado por um Projeto de Lei, de autoria do Ministério da Gestão, que será votado no Congresso. Isso significa que o nosso trabalho ainda não terminou”, explicou Rosa.

“Agora vamos à campo para garantir a aprovação desse PL. A agenda com o deputado Beto Pereira marca o início dessa mobilização do sindicato junto aos parlamentares, e nas próximas semanas certamente teremos novos encontros para assegurar a aprovação desse PL tão aguardado pelos servidores da ANM”.

O diretor de relações institucionais do Sinagências, Reinan Bispo, afirmou que o sindicato vai buscar o diálogo com deputados de todos os espectros políticos: “O mais importante agora é aprovar esse PL que é de grande interesse dos servidores da ANM. E, para isso, nós vamos precisar do maior número possível de votos, inclusive daqueles deputados que não são governistas”.

“É por isso que iniciamos essa mobilização com uma agenda com o deputado Beto Pereira, que é da oposição, mas que entendeu que o PL da equiparação da ANM é benéfico para o País. O sindicato vai seguir mobilizado, ampliando o diálogo, e assim não tenho dúvidas de que vamos garantir a aprovação do PL da ANM”, complementou.

ANM fez greve até Sinagências obter acordo

Após uma longa negociação e de uma greve de servidores que se estendeu por mais de 50 dias, o Sinagências assinou no último dia 6 de novembro, no Ministério de Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), o termo de acordo que garante a equiparação salarial dos servidores da Agência Nacional de Mineração (ANM) com as demais agências reguladoras. Saiba mais 

Pela resolução, o alinhamento será realizado em três parcelas, até 2026 – com a primeira parcela já sendo paga em janeiro de 2024 para todos os servidores, garantindo ganhos reais a uma categoria que há muito tempo sofria com o descaso. As informações são da Agência Brasil

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...