Usiminas assina TAC para compensar emissão irregular de gases na unidade de Ipatinga entre 2021 e 2023

Publicado em

 

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e a Usiminas assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) prevendo medidas para compensação integral por danos ambientais decorrentes de emissões atmosféricas irregulares provocadas pela empresa no Vale do Aço. As emissões ocorreram entre julho de 2021 e setembro de 2023.

Conforme apurado pelo MPMG, os danos à atmosfera ocorreram principalmente pela operação nas coquerias da empresa, equipamentos responsáveis pela produção de coque, etapa importante na fabricação de aço. O acordo, assinado no Centro de Autocomposição do MPMG (Compor), nesta quinta-feira (13), prevê a inalienabilidade de áreas nos bairros Ideal e Usipa, em Ipatinga, locais que possuem extensa área verde urbana.

Ainda de acordo com o órgão, o objetivo é minimizar o impacto industrial das atividades siderúrgicas. A Usiminas, de acordo com o pactuado, deverá cercar as áreas verdes. Além disso, a empresa deverá executar projetos técnicos de reconstituição de flora, com o plantio de no mínimo 27 mil mudas nativas. Ao todo, o impacto econômico estimado com o acordo para o município é de R$ 90 milhões.

O promotor de Justiça de Ipatinga Rafael Pureza Nunes da Silva explica que mais de 868.000 m2 serão destinadas perpetuamente à preservação de fragmentos florestais: “A áreas não poderão ser vendidas ou utilizadas para outros fins que não sejam a proteção ambiental”.

Além do promotor de Justiça de Ipatinga e os representantes da empresa, assinaram o TAC o coordenador regional das Promotorias de Justiça do Meio Ambiente das Bacias dos Rios das Velhas e Paraopeba, Lucas Pardini Gonçalves, o prefeito Gustavo Nunes e a Procuradoria-geral do Município.

Sem Titulo 1 6
Foto: Divulgação/ MPMG – TAC foi assinado por represtentantes da empresa, do MPMG e do município

Usiminas tem prazos a cumprir

Conforme celebrado com o MPMG, a Usiminas terá prazo de 36 meses para construir deck na lagoa do Parque Ipanema, com orçamento estimado em R$ 2,45 milhões; reformar passagem subterrânea do centro de Ipatinga, com orçamento estimado em R$ 2 milhões; construir praça com área de lazer nos bairros Ideal e Ferroviários, com investimentos de R$ 3,5 milhões para cada local, além de pavimentar pista de caminhada do Bela Vista, com orçamento estimado em R$ 2,6 milhões.

A siderúrgica também se comprometeu “a destinar, em até seis meses, R$ 1 milhão à aquisição de bens para utilização pelo Sistema Único de Saúde no Hospital Márcio Cunha. O mesmo valor – R$ 1 milhão -, será utilizado para a reforma e reestruturação do Jardim Japonês e de áreas verdes adjacentes do bem tombado pelo Patrimônio Histórico Grande Hotel”, informa o MPMG.

Também a título de compensação ambiental, a empresa destinará: R$3 milhões para o projeto “Voando para salvar”, do Corpo de Bombeiros; R$ 2 milhões para o projeto “Voar para proteger”, da Associação Mineira de Proteção as Ações de Sustentabilidade Ambiental; bem como R$ 19 milhões a projetos socioambientais, equipamentos públicos com características de sustentabilidade ambiental ou projetos de repercussão social, a serem desenvolvidos a comarca de Ipatinga.

Medidas de prevenção 

Conforme divulgado pelo MPMG, o TAC também estabelece medidas preventivas relacionadas às coquerias da Usiminas. A Coqueria 03, atualmente paralisada, somente terá a operação retomada em conformidade aos padrões legais, após a promoção de sua revitalização, com o uso das melhores técnicas disponíveis na prevenção. Já a Coqueria 02, atualmente em operação, deverá ter concluído o seu processo de reforma.

Ainda segundo o MPMG, o descumprimento total ou parcial de quaisquer das obrigações previstas no TAC sujeitará a Usiminas ao pagamento de multa, no valor de R$ 5 milhões. A não observância dos prazos previstos implicará multa diária no valor de R$ 50 mil, que serão revertidos para o Fundo Estadual do Ministério Público (Funemp).

A Usiminas ainda não se manifestou sobre o TAC. Por meio de seus canais de comunicação, a empresa diz manter um ciclo de investimentos contínuos para reduzir a deposição de partículas nos bairros próximos à usina de Ipatinga.

Matérias Relacionadas

‘Biossólido Itabira’ irá transformar lodo da Estação de Tratamento de Esgoto Laboreaux em um insumo agrícola

O “Biossólido Itabira”, uma colaboração entre o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de...

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Festival Os Sons do Brasil’ chega em Ouro Preto e Mariana entre 20 a 22 de junho

Entre os dias 20 a 22 de junho, Ouro Preto e Mariana serão palcos...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Cidade das gemas: moradores de Teófilo Otoni vivem terror com guerra entre facções criminosas

Bandidos trocaram tiros com a Polícia na noite desta quinta-feira; PCC e Comando Vermelho vêm amedrontando moradores da cidade nas últimas semanas

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios