Uso consciente de fogos afasta perigos de queimadas em época de festas

Publicado em

 

Muitas Cidades e Minerais no estado de Minas Gerais são históricas e o uso consciente dos fogos de artifício precisam ser levados em consideração, ainda mais agora nos meses de julho e julho onde a região abriga diversas festas tradicionais.

Este é o caso do Jubileu de Conceição do Mato Dentro, uma festa realizada desde 1787, onde os romeiros e romeiras se unem em uma só voz, louvando o Senhor e renovando seus laços de fé e fraternidade. E para a celebração, são usados fogos de artifício como forma de celebrar com festa esta data.

Entretanto, o que a população não sabe é que os fogos podem ser um perigo quando são manuseados de forma errada, causando sérios acidentes, além de promover queimadas de pequenas ou grandes proporções nas matas que circundam os terrenos onde as festas são realizadas.

Recentemente um flagrante de imprudência na própria cidade de Conceição do Mato Dentro mostrou o problema que os fogos de artifício podem trazer a mata seca. No vídeo, o material é disparado de uma casa, atingindo a mata lateral ao terreno, causando fogo e queimada. São ações negligentes como essa que ligam o alerta do uso correto deste tipo de material durante as tradicionais festas de Cidades e Minerais nos meses de junho e julho.

O que dia a lei

Em 2019, o Projeto de Lei 6881/17, que proíbe o uso de fogos de artifício que produzam barulho ou explosão, foi aprovado pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Esta proibição estende-se tanto a espaços públicos como privados, sejam eles abertos ou fechados.

O deputado Ricardo Izar (PP-SP) apresentou uma proposta que sugere a imposição de multa para quem descumprir uma regra específica. Esta pena inclui detenção por um período de três meses a um ano, bem como multa. Em caso de reincidência, a penalidade pode ser dobrada.

Entretanto, não existe uma lei vigente que fale de como esse tipo de material precisa ser manuseado durante as celebrações, ficando apenas o manual de uso presente na embalagem a única forma de explicar qual a maneira correta de usar consciente os fogos de artifício na presença de pessoas, ou em meio a mata e proibição em espaços fechados.

Como manusear com segurança

Antes de acender fogos de artifício, é imprescindível dar o passo inicial de ler e seguir corretamente o manual de instruções. Além disso, é essencial garantir que as crianças não fiquem próximas aos fogos de artifício e não tenham permissão para manuseá-los.

É importante observar que quaisquer fogos de artifício que venham com base de apoio não devem ser segurados na mão ao acendê-los, devendo ser lançados ao ar livre, a uma distância segura de pessoas, materiais inflamáveis ​​e redes elétricas.

Para maiores precauções de segurança, é aconselhável não carregar fogos de artifício nos bolsos e evitar manuseá-los após o consumo de bebidas alcoólicas. Ao acender fogos de artifício, certifique-se de que eles sejam acesos longe do rosto e, se um fogo de artifício não acender, não tente acendê-lo novamente. É fundamental ter um recipiente com água próximo para descartar os fogos de artifício usados ​​e aqueles que não funcionam bem para evitar possíveis acidentes ou explosões. Também, é preciso seguir outras dicas:

  • Nunca use materiais caseiros;
  • Não armazene um grande número de fogos de artifício em um só lugar. Uma simples faísca pode causar um acidente grave;
  • Nunca solte fogos de artifício diretamente de sua mão. O ideal é inserir várias bombinhas ou chicotes usados, deixando pelo menos 60 cm das mãos e do rosto;
  • Não aponte fogos de artifício para locais onde haja aglomeração de pessoas;
  • Evite iniciar incêndios perto de linhas de energia;
  • Se estiver segurando um copo de vinho quente ou vinho quente, mantenha-o longe do fogo. Por serem inflamáveis, a proximidade das bebidas ao fogo pode causar acidentes.

Ou seja, o uso consciente do fogo de artifício oferece toda a segurança, tanto para que vai ficar responsável pelo estouro, como aos telespectadores que vão curtir as festas tradicionais nas Cidades e Minerais.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...