Terras Raras no Brasil apresentam potencial lucrativo de bilhões de dólares

Publicado em

 

O Brasil, dotado de uma das maiores reservas minerais globais, está posicionado como uma potência na mineração de terras raras, elementos essenciais para impulsionar a transição energética.

Comumente referidos como o “ouro do futuro” devido à sua extração complexa, esses minerais são abundantes em nosso território, colocando-nos logo atrás da China em capacidade extrativa.

As propriedades singulares das terras raras, como alta condutividade térmica e elétrica, magnetismo e habilidades de absorção e emissão luminosa, são fundamentais na fabricação de dispositivos eletrônicos, motores para veículos elétricos e uma miríade de tecnologias para energia verde.

No entanto, apesar do seu valor estratégico, a China domina a produção mundial, controlando até 95% do refino desses elementos, deixando o mercado global dependente de suas políticas.

Terras raras e o Brasil

A exploração desses minerais no Brasil enfrenta desafios, incluindo o desinteresse governamental e industrial, apesar do crescente interesse global. Ainda assim, vemos um aumento nos pedidos de pesquisa, indicando um despertar para o potencial desses recursos. A necessidade de investimentos substanciais para avaliar com precisão nosso potencial é enfatizada por especialistas.

Iniciativas como a Serra Verde Pesquisa e Mineração em Goiás e o Laboratório de Hidrometalurgia do Amazonas representam avanços promissores impulsionados por investimento estrangeiro. A regulação adequada e os protocolos ambientais podem garantir que a mineração de terras raras seja segura e sustentável, contribuindo para uma indústria nacional baseada em energia renovável.

Apesar dos desafios, o potencial lucrativo das terras raras é inegável, com investimentos estrangeiros já em curso. A exploração desses recursos oferece ao Brasil a oportunidade de se tornar um líder na produção de tecnologias limpas e avançadas.

O compromisso do governo com a exploração sustentável desses recursos destaca a importância estratégica desse setor para o desenvolvimento econômico e ambiental do país. É hora de aproveitar essa oportunidade única e estabelecer políticas eficazes para atrair investimentos e impulsionar o setor de terras raras no Brasil.

O que são as terras raras?

Terras raras são um grupo de elementos químicos que compartilham propriedades semelhantes e são frequentemente encontrados juntos na natureza. Apesar do nome, não são necessariamente “raros” na crosta terrestre, mas são dispersos e encontrados em concentrações baixas, o que torna sua extração desafiadora e custosa.

Estes elementos incluem 17 elementos químicos da tabela periódica, como escândio, ítrio e os 15 elementos do grupo dos lantanídeos (lantânio, cério, praseodímio, neodímio, promécio, samário, europio, gadolínio, térbio, disprósio, hólmio, érbio, túlio, itérbio e lutécio).

As terras raras têm uma variedade de aplicações industriais devido às suas propriedades únicas. Por exemplo, são amplamente utilizadas na fabricação de dispositivos eletrônicos de consumo, como smartphones, computadores e telas de TV, bem como em tecnologias de energia limpa, como turbinas eólicas, carros elétricos e painéis solares. Além disso, são essenciais em muitos produtos de alta tecnologia, incluindo ímãs de alta potência, catalisadores e lasers.

Devido à sua importância estratégica para várias indústrias modernas e de alta tecnologia, as terras raras têm sido objeto de crescente atenção global, especialmente devido à concentração significativa de produção na China e às preocupações com segurança no abastecimento.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...