Fiemg classifica mineração do lítio como a “redenção” do Vale do Jequitinhonha

Publicado em

 

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Flávio Roscoe, classificou a exploração do lítio como a “redenção” para o Vale do Jequitinhonha, considerado historicamente a  região mais pobre de Minas Gerais. A afirmação foi dada em entrevista ao programa “EM Minas”, veiculado no último sábado (30) pela TV Alterosa.

O projeto denominado “Vale do Lítio Brasil”, inciativa do governo de Minas para atrair empresas para a região, foi o tema da entrevista. Roscoe destacou que o primeiros lote do mineral já foi exportado para a China. O lítio é utilizado em baterias, ligas metálicas, dispositivos médicos e é considerado fundamental para a chamada “transição energética”.

As cerca de 15 mil toneladas de Lítio, extraídas pela empresa Sigma Lithium no vale, foram exportados para a empresa chinesa Yahuan no último dia 27 de julho. “A gente (Fiemg) entende que esse projeto é a redenção do Vale do Jequitinhonha. É uma região onde o desenvolvimento foi, infelizmente, deixado de lado ao longo dos anos. É a região mais pobre de Minas Gerais e ela tem agora no lítio a grande oportunidade para retomada do desenvolvimento”, afirmou o presidente da Fiemg.

“As empresas que estão indo para o Vale são empresas com consciência ambiental, social, que tem um produto de primeiríssima qualidade e acreditamos que vai levar muita prosperidade, muita felicidade para o povo sofrido do Vale do Jequitinhonha”, complementou.

Sem Titulo 8
Foto: Rpeodução: TV Alterosa/ UAI – Empresário lembrou que primeiro lote do mineral já foi exportado para a China

Empresário do setor têxtil, Roscoe elogiou o governo de Minas pelo trabalho de simplificação e desburocratização da atração de investimentos, especialmente para a mineração.

Empregos no Jequitinhonha 

Com as primeiras 15 mil toneladas do lítio foram enviadas à China pela Sigma Lithium, empresa canadense com operação no Brasil e importante no papel de criar mais um polo econômico no estado, o chamado “Vale do Lítio”, os olhares de quem procura oportunidades de trabalho e negócios também se voltam para a região. Com a instalação da mineradora e outras empresa prestadoras de serviços, veio também a necessidade de mão de obra técnica qualificada.

Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), em parceria com as Secretarias de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) e de Desenvolvimento Social (Sedese), mantém análise constante dos dados de empregabilidade na região, com o objetivo de oferecer de forma mais assertiva cursos técnicos profissionalizantes do programa estadual Trilhas de Futuro. Os estudos realizados já identificam enormes potenciais. Saiba mais.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...