Após risco de rompimento da barragem da Vale, 10 mil moradores de Barão de Cocais serão credenciados no PTR

Publicado em

 

Moradores de quatro distritos do município de Barão de Cocais, em Minas Gerais, que foram forçados a deixar suas casas devido ao iminente risco de rompimento de uma barragem de mineração, estão prestes a receber um apoio do governo.

A partir deste mês de abril, eles serão elegíveis para participar de um programa de transferência de renda (PTR), administrado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

As equipes responsáveis pelo credenciamento começaram a ser contratadas nesta segunda-feira (1º) pela FGV, e a previsão é que cerca de 10 mil moradores sejam cadastrados a partir de maio.

O processo de cadastramento pode levar até dois meses para ser concluído. Para garantir que todos os afetados tenham acesso ao PTR, independentemente de estarem ou não em uma lista prévia, um posto de atendimento será estabelecido no centro da cidade.

Apoio aos moradores de Barão de Cocais vêm desde 2019 após rompimento da barragem da mina Gongo Soco

O contexto desse apoio remonta ao ano de 2019, quando os residentes dos distritos de Socorro, Tabuleiro, Piteiras e Vila do Gongo foram obrigados a evacuar suas residências devido ao temor de rompimento da barragem Sul Superior, parte da mina Gongo Soco.

A ação foi desencadeada após a mineradora Vale, proprietária da mina, acionar o nível 3 do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM), exigindo a evacuação dos moradores localizados dentro da Zona de Autossalvamento (ZAS) da estrutura.

Esse programa de transferência de renda representa uma resposta essencial para ajudar os afetados por essa situação a enfrentarem os desafios decorrentes da evacuação forçada, proporcionando um suporte financeiro necessário durante esse período difícil.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...