“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

Publicado em

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos servidores da ANM que decidiram paralisar as atividades em função do sucateamento da agência.

Uma das principais pautas discutidas no setor mineral no Brasil é o quadro no qual a Agência Nacional de Mineração se encontra. Em tese, a ANM é responsável por regular e fiscalizar a atividade mineradora no país, incluindo a segurança de barragens e o recolhimento de CFEM. No entanto, a agência enfrenta um desmonte estrutural: não há mão de obra suficiente ou qualificada e nem recursos para que ela exerça o seu papel. Diante desse cenário, os servidores entrarão em greve no dia 29 de maio em protesto contra o sucateamento da ANM.

Há décadas, a AMIG tem participado ativamente dos debates em relação à ANM e solicitando melhorias na estrutura, na mão de obra e nos recursos da agência. Em entrevista ao Cidades e Minerais, o consultor de relações institucionais e econômicas da AMIG, Waldir Salvador, afirmou que o atual cenário é uma consequência das ações que acontecem há, pelo menos, duas décadas. Waldir relembrou o antigo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) que foi substituído pela ANM e apontou as falhas que persistem.

“À medida que o DNPM e agora a Agência, foram declinando e caindo ladeira abaixo com relação a número de funcionários, infraestrutura e recursos para modernização do órgão, foram aumentando ao mesmo tempo o número de acidentes, sonegação, o número de ajuização das empresas para não pagarem CFEM e mais um monte de anomalias por aí, como a mineração clandestina que cresceu loucamente nas últimas décadas.” – afirmou.

Waldir também apontou que o Governo Federal não cumpre seu papel em relação à ANM e que, a omissão do governo abre para a autorregulação das mineradoras. Para ele, esse sistema de autorregulação gera um impacto direto sobre os municípios mineradores.

“É obrigação constitucional. Como a atividade de mineração é uma atividade regulada, fiscalizada e fomentada pelo Governo Federal e regida em lei, ela não é uma atividade municipal nem estadual. Só cabe ao governo federal fazer isso. Se  aos estados e municípios eu tenho certeza que estaria menos pior do que está hoje porque estaria mais próximos do território onde acontece a mineração.”

Em relação à greve dos servidores da ANM, a AMIG se posicionou em apoio à causa. Em um contexto no qual 5 fiscais são responsáveis por verificar 34 mil processos minerários ativos, é evidente que a fiscalização não acontece. De acordo com a associação, os servidores não possuíam outra alternativa a não ser a paralisação das atividades. A expectativa é que, após a greve e as reivindicações constantes, o Governo Federal adote medidas imediatas no que diz respeito à estrutura da ANM. Além disso, a AMIG ressalta a necessidade de adotar medidas de médio e longo prazo, como concursos públicos e capacitação de profissionais.

Leia também:
https://cidadeseminerais.com.br/sucateamento-da-agencia-nacional-de-mineracao-preocupa-municipios-mineradores/

https://cidadeseminerais.com.br/servidores-da-anm-entram-em-greve-no-dia-29-de-maio/

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“Gente cuidando das águas” – projeto da Nexa é destaque em evento da ONU

O "Gente cuidando das águas" foi desenvolvido pela mineradora Nexa com apoio do Banco...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...