Fundação Hemominas passa a contar com unidade de coleta de sangue em Nova Lima

Publicado em

 

Já está funcionando em Nova Lima, cidade minerada na Região Metropolitana de Belo Horizonte, mais um Posto Avançado de Coleta Externa (Pace) da Fundação Hemominas. A instalação da unidade, inaugurada nesta semana, visa ampliar o suporte e aproximar doadores das unidades de coleta de sangue em todo o estado.

Os postos de coleta são essenciais para manter em níveis seguros os estoques de sangue da Rede Hemominas, já que a fundação é responsável por mais de 90% das demandas transfusionais do estado nas emergências, cirurgias eletivas e para os pacientes com doenças hematológicas.

A iniciativa conta com o apoio do Governo de Minas, em busca de fortalecer a doação de sangue no estado, promovendo o apoio à doação voluntária, com objetivo de ampliar o serviço de coleta de sangue para doadores que têm dificuldade de se deslocar até uma das unidades da Fundação Hemominas.

Trata-se da 14ª unidade instalada no estado. “Somente nesta semana foram três Paces inaugurados em Minas: São Sebastião do Paraíso, na região Sul/Sudoeste; Formiga, na região Oeste, e Paracatu, no Noroeste do estado”, lembra o Governo de Minas.

Estrutura

As unidades do Pace funcionam por meio de parcerias entre a Hemominas e as prefeituras e secretarias de Saúde dos municípios com mais de 50 mil habitantes. O custo da obra e do mobiliário são de responsabilidade do município. A contrapartida da fundação para implantação do Pace de Nova Lima foi de R$ 340 mil em equipamentos.

O funcionamento é idêntico ao de uma unidade da Hemominas, com capacidade de atendimento de até 60 candidatos à doação por dia de funcionamento, em dias e horários pré-definidos.

Em Nova Lima, a previsão de expediente é às quartas-feiras, das 7h às 12h, com expectativa de ampliar o atendimento em mais um dia. Alguns postos avançados do estado também coletam amostras para cadastramento de candidatos à doação de medula.

Sem Titulo 31
Posto terá expediente às quartas-feiras, das 7h às 12h, com expectativa de ampliar atendimento

Hemominas em Itabira

Entras as recém-inauguradas unidades de coleta está o Posto instalado no Hospital Municipal Carlos Chagas, em Itabira. No último dia 6 de junho, os 30 primeiros doadores compareceram após realizarem agendamento. Conforme divulgado pela instituição, a princípio as coletas estão sendo realizadas às quintas-feiras, das 7h30 às 14h.

Atualmente, estão sendo atendidos 60 doadores semanalmente, mas há previsão de que o número aumente substancialmente em breve. Saiba mais.   

Matérias Relacionadas

‘Biossólido Itabira’ irá transformar lodo da Estação de Tratamento de Esgoto Laboreaux em um insumo agrícola

O “Biossólido Itabira”, uma colaboração entre o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de...

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Festival Os Sons do Brasil’ chega em Ouro Preto e Mariana entre 20 a 22 de junho

Entre os dias 20 a 22 de junho, Ouro Preto e Mariana serão palcos...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Cidade das gemas: moradores de Teófilo Otoni vivem terror com guerra entre facções criminosas

Bandidos trocaram tiros com a Polícia na noite desta quinta-feira; PCC e Comando Vermelho vêm amedrontando moradores da cidade nas últimas semanas

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios