PF investiga servidores da ANM por favorecimento de empresa

Publicado em

A operação foi chamada de “Grand Canyon II” e investiga três servidores da Agência Nacional de Mineração (ANM), uma mineradora e dois sócios. 

Nesta terça-feira (28), a Polícia Federal (PF) deflagrou a operação a fim de cumprir nove mandados de busca e apreensão. O foco da operação está em Belém (PA), Catalão (GO) e Distrito Federal e busca o afastamento das funções públicas dos servidores que são investigados por associação criminosa, corrupção passiva, corrupção ativa e advocacia administrativa.

De acordo com a PF, a investigação começou quando uma notícia de crime foi apresentada por uma mineradora. Esta, alegou que estava sendo prejudicada pela suposta atuação ilegal dos servidores da ANM.

“A investigação teve início a partir de notícia de crime apresentada por uma mineradora prejudicada pela atuação aparentemente ilegal dos servidores da ANM em processos minerários em benefício da sociedade empresarial investigada, que possui características de ser de fachada por não estar sediada nos endereços cadastrados, não possuir frota de sua propriedade e não possuir vínculos empregatícios registrados”

A Justiça Federal autorizou a operação que está investigando os envolvidos em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF). A equipe de investigação afirma que, aparentemente, a empresa não exerce atividade minerária, mas funciona como “mineradora de fachada” para obrigar outras mineradoras a pagar pela desistência de processos minerários. Formalmente, a empresa estaria localizada em Marabá e operaria em Curionópolis, no Pará. No entanto, a real existência da empresa não foi constatada.

O nome dos servidores investigados não foi divulgado. Na operação, a PF cumpriu sete dos nove mandados de busca e apreensão, afastou dois servidores de suas funções e apreendeu celulares, computadores e documentos.

 

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...