Em Emergência, João Monlevade volta a convocar população para combater dengue e chikungunya em 2024

Publicado em

 

A Prefeitura de João Monlevade justificou, nesta segunda-feira (22), o decreto do estado de emergência em função da situação epidemiológica da dengue no município. O decreto, publicado na edição de sexta-feira no Diário Oficial do Município, prevê medidas de contenção da proliferação do mosquito Aedes Aegypti.

O decreto, entre outras medidas, autoriza a autoridade sanitária a lavrar auto de infração em imóveis em que for verificada recusa do morador ou a impossibilidade do ingresso por motivos de abandono ou ausência de pessoas que possam abrir a porta. A prefeitura também adotará as medidas administrativas e legais cabíveis para garantir o acesso dos agentes de controle de endemias aos imóveis do município.

O decreto ainda autoriza o remanejamento de servidores públicos e a contratação, por tempo determinado, de pessoal necessário para atender às demandas prioritárias da Secretaria de Saúde. Veja o decreto na íntegra.

Emergência no combate à dengue no município

Desde o início do ano a Prefeitura vem intensificando as ações de combate aos focos de dengue no município. Somente no bairro Planalto, foram retirados 52 caminhões de detritos. Materiais como lixo, entulho e mato foram eliminados por meio das ações que envolvem as Secretarias de Saúde e a de Obras e Serviços Urbanos.

De acordo com a Prefeitura, a Vigilância em Saúde (Visa) realizou nos dias 10, 13 e 16 a aplicação de inseticida com bomba costal nos bairros Santa Bárbara e Novo Horizonte, Jacuí, Sion, São Geraldo, Alvorada, Nossa Senhora da Conceição, República, Paineiras e Teresópolis. A aplicação é realizada somente em ruas e avenidas com casos notificados de dengue.

A supervisora de endemias da Visa, Renata Santos, explica que o trabalho de aplicação é realizado ao longo do ano, mas intensificado nos períodos de maior reprodução do mosquito. A servidora lembra que a população precisa fazer sua parte, combatendo os focos de dengue em casa.

“O inseticida é usado para matar o mosquito na fase adulta, porém, isto não elimina as larvas e demais fases do ciclo de vida do Aedes Aegity. Por isso é importante que a população faça a sua parte, eliminando os locais onde o mosquito se reproduz e receba os agentes de endemias em sua residência”, diz a supervisora.

Visa emite alerta e convoca população a combater o mosquito

Na semana passada, a Visa havia emitido um alerta epidemiológico com orientações aos profissionais e serviços de saúde de João Monlevade, sobre o aumento de casos suspeitos de dengue e chikungunya.

Conforme o alerta, o vírus da dengue sorotipo 3 foi detectado em Belo Horizonte no fim do ano passado. O vírus em questão não circulava significativamente no Brasil desde 2008. Alguns estudos sugerem que o Sorotipo 3 está associado a formas mais graves da doença.

O alerta ainda menciona que especialista do Brasil inteiro preveem um risco de epidemia de dengue e chikungunya em 2024 causadas pelo sorotipo 3 de magnitudes não vistas há 15 anos no Brasil.

De acordo com a enfermeira da epidemiologia responsável pelo setor de arboviroses da Visa de João Monlevade, Patrícia Souza e Silva, os números da dengue em 2024 podem superar os registrados em 2023. “É preciso um esforço conjunto de todos, não só da Prefeitura, não só da população, mas de toda a comunidade. Cada um tem que fazer a sua parte para combater o mosquito”, concluiu.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...