Por falecimento de Alberto Pinto Coelho, ALMG decreta luto de 3 dias

Publicado em

 

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) decretou luto institucional de três dias em sinal de pesar pelo falecimento do ex-presidente da ALMG e ex-governador do Estado Alberto Pinto Coelho. Ele faleceu na manhã desta segunda-feira (20), aos 78 anos, em Belo Horizonte. Ele tratava de uma leucemia nos últimos anos, em um hospital particular da capital.

Com o luto institucional, as bandeiras do Brasil, de Minas Gerais e de Belo Horizonte serão hasteadas a meio-mastro, no Largo das Bandeiras. E ficam proibidas celebrações, comemorações ou festividades, no âmbito da Assembleia Legislativa, durante os três dias.

O velório do ex-presidente será no Palácio da Liberdade, a partir das 16 horas, aberto ao público. O sepultamento está marcado para esta terça-feira (21), às 9 horas, no cemitério Parque da Colina.

Trajetória política de Alberto Pinto Coelho

Alberto Pinto Coelho foi deputado estadual por quatro mandatos consecutivos, tendo sido presidente do Legislativo de 2007 a 2010. Em 2011, renunciou ao cargo e se tornou vice-governador de Minas Gerais. Em abril de 2014, ele assumiu o cargo de chefe do Poder Executivo do Estado, após Antonio Anastasia renunciar para concorrer a uma vaga no Senado.

Um de seus filhos é o 3º-vice presidente da ALMG, deputado Betinho Pinto Coelho (PV), que assumiu em 2023 seu segundo mandato no Parlamento mineiro. O ex-presidente deixa ainda os filhos Alexandre, Daniel e Paula, além do deputado Betinho Pinto Coelho.

“Perda inestimável para Minas Gerais. Grande estadista, com mais de 30 anos de vida pública, Alberto Pinto Coelho escreveu seu nome na história da política mineira. Como governador de Minas e presidente da ALMG, foi um exímio defensor da cidadania e dos valores democráticos. Alberto deixa um legado de apreço pela boa política. Manifesto profunda solidariedade ao amigo deputado Betinho Pinto Coelho, e a todos os familiares e amigos”, disse o presidente da ALMG, Tadeu Martins Leite.

Alberto Pinto Coelho também atuou como líder dos governos Itamar Franco (1999-2003) e Aécio Neves (2003-2010). Em 2014, o então vice-governador do Estado, eleito em 2010 na chapa de Antonio Anastasia, assumiu como governador pelo período de nove meses, após a saída de Anastasia para a campanha eleitoral.

Entre as suas principais realizações no Legislativo mineiro estão a criação da Política Estadual de Resíduos Sólidos e o Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Comércio Exterior do Aeroporto Internacional Tancredo Neves (Pró-Confins).

Formado em administração de empresas, Alberto Pinto Coelho também atuou no setor de telecomunicações, tendo sido representante do Ministério das Comunicações em Minas Gerais, e exercido cargos de diretoria nas áreas de gestão administrativa. As informações são da Agência Minas.

Autoridades lamentaram a perda

O governador Romeu Zema também decretou luto de três dias no Estado e lamentou a morte de Pinto Coelho: “Minas está de luto pelo falecimento do ex-governador Alberto Pinto Coelho, um dos mais notáveis políticos mineiros, que chefiou poderes Legislativo e Executivo no Estado. Uma grande perda para Minas e os mineiros. Minha solidariedade aos familiares”.

O ministro das Minas e Energia, Alexandre Silveira, também se manifestou: “(Ele) Era um moicano da construção da típica política mineira, que é uma política que preserva, acima de tudo, o diálogo. Seu legado será mais que reconhecido. Deixou luz no caminho de todos nós. Vamos seguir o exemplo do Alberto e construir uma sociedade melhor”.

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) e ex-governador Antônio Anastasia, de quem Alberto Pinto Coelho foi sucessor no Governo de Minas, lamentou a perda e exaltou o seu legado. “Alberto Pinto Coelho foi um político exemplar, caracterizado por sua habilidade singular em ouvir, integrar e transformar divergências em consensos. Um político de coração enorme, singular e generoso”, afirmou.

Atualizado às 14h05

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...