MPMG denuncia homem de 43 anos pela morte de folião em São Gonçalo do Rio Abaixo durante o Carnaval

Publicado em

 

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) ofereceu, nesta sexta-feira (8), denúncia contra um homem, de 43 anos – cujo nome não foi divulgado – acusado de atropelar dezenas de pessoas e matar uma delas em um bloco de Carnaval, em São Gonçalo do Rio Abaixo. O fato ocorreu em 9 de fevereiro deste ano.

Conforme a denúncia, ele deve responder por um homicídio doloso qualificado consumado e 24 tentativas de homicídio doloso qualificado. Ele também responderá por conduzir o veículo sob influência de álcool.

Segundo apurado pelo MPMG, os crimes ocorreram por volta das 22h45, na Avenida Central, 323, no bairro Fonte do Mato (foto). No local, na sexta-feira de Carnaval, ocorria o desfile do bloco carnavalesco “Makako Loko”.

Ainda de acordo com o MPMG, as investigações apontaram que o denunciado participava do bloco e havia consumido bebida alcoólica. Ao decidir ir para a casa, foi em direção aos foliões com seu carro desgovernado, assumindo o risco de matar. Ele atropelou 25 pessoas, incluindo crianças e adolescentes, deixando uma vítima fatal.

A denúncia feita pelo MPMG aponta que, após o choque do veículo com as vítimas, houve grande tumulto no local. As pessoas se revoltaram ao perceber que o motorista estava bêbado e vários foliões tentaram agredi-lo. A situação só veio a se tranquilizar após a chegada de policiais militares. Eles atuaram no socorro às vítimas e no isolamento do local, confirmando a embriaguez do autor, preso em flagrante.

MPMG vê vítimas indefesas diante da ação do motorista

Segundo o MPMG, a situação em que o crime foi cometido dificultou a defesa das vítimas, já que elas foram atingindas durante o desfile do bloco carnavalesco, sem poder prever a ação do motorista e reagir ao incidente.

O MPMG, por meio da Promotoria de Justiça de Santa Bárbara, também requereu à Justiça que seja fixada a indenização mínima pelos danos. O valor não deve ser menor que 50 salários-mínimos para a família da vítima fatal e a um salário-mínimo para cada uma das outras vítimas. A denúncia foi recebida pela Justiça nesta sexta-feira.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...