Projeto Trilhas do Futuro faz mapeamento da demanda por mão de obra de nível técnico para 2025

Publicado em

 

Por meio do  Projeto Trilhas de Futuro, o Governo de Minas anunciou, nesta terça-feira (19), que está realizando mais um mapeamento da demanda por mão de obra qualificada no estado. O objetivo é identificar as áreas que requisitam profissionais com formação técnica para ocupar vagas no mercado de trabalho e atendê-las por meio dos cursos oferecidos pela inciativa, visando o ano de 2025.

O projeto é executado pela Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG) e o mapeamento realizado anualmente pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede). O trabalho tem como finalidade fazer um chamamento para que empresas interessadas em contratar futuros profissionais possam participar do processo de definição qualitativa e quantitativa de vagas de cursos profissionalizantes a serem oferecidas pelo programa, o que garante que as vagas oferecidas estejam alinhadas com as novas demandas do mercado, de acordo com o Governo de Minas.

O formulário deve ser preenchido informando demandas de ocupação, número de vagas, formação técnica necessária, local da vaga e previsão de contratação. O formulário está disponível neste link até a primeira semana de abril.

O Projeto Trilhas do Futuro

O Trilhas de Futuro oferece cursos técnicos gratuitos, com perspectiva de empregabilidade, aproveitando-se da infraestrutura já existente e da expertise de instituições públicas e privadas, segundo os organizadores. A coordenadora de educação profissional da SEE/MG, Amanda Barboza, destaca a importância de ouvir os estudantes e também o setor produtivo.

“Temos um mapa de demandas, em que, por meio do mapeamento, formulários e e-mails, buscamos saber quais cursos são mais procurados e o que o mercado também mais está precisando, de acordo com a região. Nosso objetivo é que os jovens recebam uma formação de qualidade e, que ao final dela, eles consigam, de forma rápida e facilitada, seu primeiro emprego no mercado de trabalho”, comenta a coordenadora.

A Sede realiza esse mapeamento desde a implantação do programa, em 2021. O intuito é compreender as necessidades do mercado por mão de obra e indicar à Secretaria de Estado de Educação quais cursos devem ser priorizados, a fim de que os cursos oferecidos pelo programa estejam alinhados à necessidades do setor produtivo, corroborando para empregabilidade e geração de renda da população de Minas Gerais.

O Trilhas do Futuro oferece 94 cursos profissionalizantes em 331 instituições credenciadas, para mais de 100 mil estudantes. Desde a concepção do programa, foram realizados quatro mapeamentos, em que foram levantadas cerca de 21 mil vagas, por meio da consulta a 515 empresas. Ao todo, foram 139 municípios contemplados na amostra com as empresas consultadas.

Entre as áreas com ocupações mais demandadas nos quatro mapeamentos já realizados foram registradas maiores demandas nos setores têxtil, logística e áreas correlatas à mecânica.

O mapeamento realizado em 2024 conta com uma abordagem setorial e considera nove setores para priorização de sua atuação: Alimentos e Bebidas, Têxtil e Vestuário, Tecnologia da Informação; Eletroeletrônica; Logística e Transporte; Automotivo; Construção Civil; Metalmecânico e Café.

Os setores foram identificados, segundo projeções do Observatório Nacional da Indústria (ONI), núcleo de inteligência e análise de dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), como aqueles que demandarão maior número de vagas até 2025.

Matérias Relacionadas

‘Biossólido Itabira’ irá transformar lodo da Estação de Tratamento de Esgoto Laboreaux em um insumo agrícola

O “Biossólido Itabira”, uma colaboração entre o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de...

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Festival Os Sons do Brasil’ chega em Ouro Preto e Mariana entre 20 a 22 de junho

Entre os dias 20 a 22 de junho, Ouro Preto e Mariana serão palcos...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Cidade das gemas: moradores de Teófilo Otoni vivem terror com guerra entre facções criminosas

Bandidos trocaram tiros com a Polícia na noite desta quinta-feira; PCC e Comando Vermelho vêm amedrontando moradores da cidade nas últimas semanas

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios