Vídeo: erro de cálculo em serviço da Vale cobre rua com entulhos de casa demolida em Itabira

Publicado em

 

Um vídeo gravado por um morador durante a demolição de uma casa, já prevista no processo de descomissionamento da barragem do Sistema Pontal, em Itabira, mostra uma máquina a serviço da mineradora Vale derrubando o muro de uma residência e deixando a via pública cheia de entulho. O fato ocorreu na manhã desta quarta-feira (10), na Rua João Júlio de Oliveira Jota, e causou revolta a moradores do bairro Bairro Bela Vista.

Os moradores relataram ao Cidades & Minerais que, dias antes, foram informados por meio de panfletos distribuídos pela mineradora de que não haveria transtornos durante a demolição. Membros da Assessoria Técnica Independente (ATI) foram chamados por eles e confirmaram que não deveria haver escombros caindo na rua, o que indica um erro de cálculo na operação.

Um dos líderes comunitários da região, Carlos Gonçalves da Silva, disse que testemunhou a demolição e que ela foi mal planejada. “Começaram a derrubar e falaram que estava tudo sob controle. Só que não isolaram a rua e nem retiraram as fiações elétricas da casa que foi derrubada”, conta. “Mesmo usando caminhões pipa, a demolição causou muita poeira, barulho e vibração”, complementa o morador.

Carlos ainda reclama que os fios da residência demolida estavam ligados ao poste no momento em que a máquina derrubou a laje que caiu sobre o muro, o que por muito pouco não gerou um transtorno ainda maior. “O poste chegou a balançar, com os fios todos conectados, e por sorte não caiu. Se tivesse caído, teria puxado o poste acima na rua e causando um transtorno ainda maior”, explica, ressaltando que o fornecimento de energia não foi comprometido no local.

Vídeo mostra falhas na operação

Um vídeo gravado pelos moradores mostra o momento em que a máquina despeja o entulho na rua. Vaja abaixo.

Ainda conforme os moradores, até o final da manhã havia um grande contingente de funcionários e veículos de empresas prestadoras de serviço à mineradora realizando a operação.

Procurada pelo Cidades & Minerais, a Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, informou que a Vale entrou com processos de retificação dos terrenos para registro e demolição. “A Prefeitura não emite documento de autorização de demolição, somente a Certidão de Demolição, mas após a conclusão da demolição, para zerar o cadastro na Tributação e averbação em Cartório. Não precisa de uma autorização, mas somente esta certidão posterior, para fins de cadastro e tributação no município”, diz a nota.

O que diz a Vale sobre o incidente

A Vale se manifestou sobre o ocorrido por meio de uma nota enviada ao Cidades & Minerais. Veja a resposta da mineradora na íntegra:

“A Vale esclarece que foi iniciada, hoje (10/7), a demolição dos imóveis já desocupados, localizados no bairro Bela Vista, próximos ao Sistema Pontal. A comunidade foi informada, entre os dias 8 e 10 de julho, por meio de cartilhas e comunicação porta a porta. 
 
A empresa reforça que a demolição é necessária para a implantação da ECJ 2, que permitirá a execução das obras de descaracterização dos Diques Minervino e Cordão Nova Vista de forma segura para as pessoas e o meio ambiente.
 
Foi realizada umectação das vias por caminhões-pipa para minimizar a poeira provocada pelo tráfego de veículos e há monitoramento constante de ruído. Não foi necessário realizar a interdição de vias para a execução da atividade e, por isso, não houve a instalação de placas de sinalização. 
 
A demolição está ocorrendo de forma gradativa e as ações estão sendo, prioritariamente, executadas por meio de acessos em área Vale, evitando tráfego excessivo de caminhões e maquinários nas vias públicas próximas, buscando alterar o mínimo possível a dinâmica dos bairros.”

Matérias Relacionadas

‘Biossólido Itabira’ irá transformar lodo da Estação de Tratamento de Esgoto Laboreaux em um insumo agrícola

O “Biossólido Itabira”, uma colaboração entre o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de...

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Festival Os Sons do Brasil’ chega em Ouro Preto e Mariana entre 20 a 22 de junho

Entre os dias 20 a 22 de junho, Ouro Preto e Mariana serão palcos...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Cidade das gemas: moradores de Teófilo Otoni vivem terror com guerra entre facções criminosas

Bandidos trocaram tiros com a Polícia na noite desta quinta-feira; PCC e Comando Vermelho vêm amedrontando moradores da cidade nas últimas semanas

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios