Samarco implanta uso de crachá inteligente em Mariana e deve expandir tecnologia em 2024

Publicado em

 

A mineradora Samarco, subsidiária da Vale marcada pela tragédia de Mariana, implantou na mina Germano, na cidade, um sistema para aumentar a segurança dos colaboradores que trabalham na área. Desde o final do ano passado a empresa utiliza um crachá inteligente de identificação, georreferenciado, e deverá expandir a tecnolongia para outros complexos ainda em 2024.

De acordo com a mineradora, a tecnologia permite aos empregados que atuam na operação da mina no Complexo de Germano terem a localização monitorada diariamente. O monitoramento em tempo real da geolocalização dos profissionais garante mais agilidade na assistência aos empregados em caso de situação de emergência.

Conforme divulgado, os crachás são integrados à plataforma de rádio digital da empresa, com o rastreamento funcionando somente na área da Samarco. O crachá conta ainda com um botão que pode ser acionado indicando uma situação de pânico ou risco eminente. O alerta é imediatamente enviado para o Centro de Comunicação de Emergências da Samarco.

O engenheiro de Segurança do Trabalho, João Bernardes, explica: “Muito mais que um crachá, é a tecnologia a serviço da vida. É como se estivéssemos cuidando das pessoas de longe. Com o sistema, temos, por exemplo, alertas de entrada e saída nas áreas e podemos enviar avisos sonoros para evacuação, se necessário. Ele permite que tenhamos um plano de atendimento a emergências muito mais eficaz. É o nosso compromisso com a segurança na prática”.

Efetivo da Samarco no complexo de Germano

Ainda de acordo com a empresa, atualmente estão ativos cerca de 450 crachás no Complexo de Germano. Entre os principais benefícios, estão “a ampliação da capacidade de resposta a emergências, o controle de acesso e permanência em áreas de risco, a melhoria da eficiência operacional e o gerenciamento de equipes em campo”.

Sobre a expansão do uso da tecnologia ainda neste ano, a Samarco informou que a iniciativa será incorporada em outras áreas dos complexos de Germano e de Ubu, em Anchieta (ES).

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...