Comunidade de MG atingida pela barragem da Vale reclama da falta de água e descaso da mineradora

Publicado em

A Fazendinhas Baú, localizada em Pompéia, Minas Gerais, é uma das diversas comunidades afetadas pelo rompimento da barragem do Vale, em Brumadinho.

Quase cinco anos após os crimes socioambientais terem sido cometidos na bacia do rio Paraopeba, 600 moradores da região reclamam da falta de água potável e da negligência das mineradoras.

Moradores tiveram que mudar ser hábitos por conta do rompimento da barragem da Vale

As casas são abastecidas com água por meio de sistema de captação e bombeamento de poço artesiano, administrado por empresa local. Desde que a barragem rompeu, os moradores têm dúvidas sobre a qualidade da água que recebem.

Eles relatam que receberam a visita de um trabalhador da mineradora e foi informado que a água era segura para consumo, mas continuou desconfiado.

Ou seja, quem tinha uma horta em casa, teve que abandonar a produção e hoje precisa ir até o mercado para comprar frutas, legumes e verduras. Entretanto, o medo ainda é persistente por não saber de onde vêm esse alimento e se a água contaminada da Vale faz parte da irrigação.

O Instituto Guaicuy, consultoria independente de tecnologia (ATI) que atua na região, lançou no mês passado um documentário sobre a realidade enfrentada pelas famílias da comunidade Fazendinhas Bau.

No filme de 17 minutos, os moradores descrevem o impacto do rompimento da barragem da Vale e como a poluição do rio mudou seu modo de vida.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...