Justiça suspende leilão de área de preservação ambiental em Tiradentes

Publicado em

O terreno recebeu lances de uma mineradora e também despertou interesse em empresas com a intenção de construir resorts e hotéis.

A prefeitura municipal de Tiradentes realizou, nesta quarta-feira (24), uma reunião para discutir o possível leilão de um terreno de 10 hectares (100 mil m²). A área de preservação ambiental, localizada na Serra de São José entre Santa Cruz de Minas e Tiradentes, é rica em biodiversidade e belezas naturais como cachoeiras.

O terreno pertence à Sociedade Amigos de Tiradentes, a qual foi multada pelo Instituto Estadual de Floresta (IEF) em 2008, após a ocorrência de um incêndio. Devido ao não pagamento da multa, O Governo do Estado mobilizou uma ação judicial que determinou o leilão do terreno para que a associação quitasse a dívida. Segundo Gustavo Dias, último presidente da Sociedade Amigos de Tiradentes, a associação está fora de funcionamento há dez anos e o valor da multa é impagável para a organização.

O pregão teve início na segunda-feira (22) e recebeu lances de mineradoras, resorts e hotéis. De acordo com o secretário de Governo, Rogério Almeida, ao saber sobre o leilão, a prefeitura de Tiradentes entrou em contato com o IEF e com a Procuradoria-Geral de Justiça imediatamente para impedir que ele acontecesse. Almeida também destacou os impactos que poderiam ser gerados caso o terreno fosse leiloado à iniciativa privada.

“Conseguimos a suspensão faltando 15 minutos para o encerramento do pregão. Além da cidade perder uma boa parte da Serra São José para a iniciativa privada, vai impactar no turismo, impactar nos passeios ecológicos, o mangue será fechado e para as pessoas poderem desfrutar do patrimônio ambiental terão que pagar” – ressaltou.

No momento, a prefeitura de Tiradentes está em busca de um acordo que possibilite a posse da área. Os ajustes relacionados ao caso estão sob a  responsabilidade da Advocacia-Geral do Estado. A Justiça estabeleceu um prazo de 30 dias para que o leilão do terreno fosse solucionado, ou impedido.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...