Multas nas estradas de MG aumentam em janeiro pela imprudência dos motoristas

Publicado em

Está se programando para pegar as estradas de MG agora no mês de janeiro e curtir as férias com a família em outra cidade? Dados coletados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostram que essa época do ano é onde acontecem os maiores índices de imprudência dos motoristas no estado, o que gera alta no número de multas e acidentes.

Na rodovia mais movimentada de Minas Gerais, as multas aplicadas pelos agentes da PRF aumentaram 93,1% e 82,2%, respectivamente, em janeiro e fevereiro do ano passado em relação ao mesmo período de 2022.

Excesso de velocidade é uma das maiores infrações nas estradas de MG

O excesso de velocidade das estradas de MG é de longe a infracção mais comum, sendo o fator-chave nos acidentes. Em janeiro de 2023, a PRF emitiu 6.706 multas nas estradas mineiras, das quais 6.463 (95,7%) eram multas por excesso de velocidade. O número total de violações em janeiro foi 93,2% superior ao mesmo mês de 2022 (3.470 incidentes), mas o total anual do estado até outubro caiu 38,6%.

Houve três níveis de abuso de velocidade em janeiro do ano passado. Nos 5.955 dos registros da rodovia PRF (92,1%) foram conduzidos 20% acima do limite de velocidade fixado. A multa é de R$ 130,16 e serão somados 4 pontos à Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

BR-040 foi a líder em imprudência dos motoristas

No início do ano passado, as estradas de MG com mais multas no estado era a BR-040, nos dois sentidos (Brasília e Rio de Janeiro). Foram 2.842 no primeiro mês de 2023, um aumento de 54,3% em relação ao recorde do ano anterior, com as multas por excesso de velocidade concentradas em 44%. Em seguida vem a BR-365, opção muito utilizada entre os estados do Nordeste e São Paulo para evitar pedágios. Houve 2.315 violações (36%). Pouco depois, a BR-050 apareceu no Triângulo com 900 anotações (14%).

Isso não significa que as altas velocidades não sejam um problema em outras estradas de MG. Mas em algumas dessas estradas, como a BR-381 (Fernão Dias e BH-Governador Valadares), radares fixos são utilizados para vigilância em diversos pontos-chave.

A conta será então inserida nas estatísticas do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) ou da Concessionária e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O monitoramento da PRF é feito principalmente por radar móvel.

A maioria dos veículos flagrados e autuados por dirigirem em alta velocidade nas estradas de MG tinham placas mineiras, dos quais 4.313 (66,7%) estavam em infração. Mas motoristas de outros estados também ignoram a sinalização e a velocidade nas rodovias mineiras. Em segundo lugar estão carros, motocicletas, caminhões e ônibus licenciados em São Paulo com 790 infrações (12%) e em Goiás com 615 infrações (9,5%).

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...