Governo Lula e mineração: Quais são as perspectivas e propostas do novo governo?

Publicado em

A troca de gestão do Poder Executivo Federal é espaço para discussões sobre propostas e mudanças. Leia a matéria a seguir e saiba mais sobre as perspectivas do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em relação à mineração.

O órgão responsável pelos assuntos de mineração do Governo Federal é o Ministério de Minas e Energia, chefiado por Alexandre Silveira. O discurso do atual presidente da república em relação à atividade mineradora no Brasil é pautado em uma política de sustentabilidade. Durante a campanha eleitoral, Lula já havia formulado cartas direcionadas ao setor minerário prometendo apoio à chamada “Mineração Verde”, a qual é fundamentada em princípios mais sustentáveis de exploração e produção.

O governo Lula tem o fortalecimento da fiscalização ambiental como uma de suas prioridades; o presidente pretende reforçar a proibição da mineração em terras indígenas e da exploração ilegal de recursos minerais, principalmente, na região da Amazônia.

Além das políticas ambientais, Lula dedicou, nas diretrizes do seu programa de governo, um capítulo direcionado à mineração. O texto propõe o aumento do valor agregado do minério. De acordo com Claudio Scliar, geólogo e membro do Setorial Nacional de Energia e Recursos Minerais do PT, a ideia de instaurar um valor adicional aos royalties ainda está sob análise.

“Um ponto que se acha muito importante é que, da mesma forma que ocorre hoje para o petróleo, na mineração se tenha uma precificação especial”

Todavia, essa proposta gera grande discussão entre as mineradoras do setor privado, pois ela poderia influenciar diretamente na cobrança de impostos e na agilidade dos processos, os quais precisariam passar por maior fiscalização e licenciamento. A Vale, por exemplo, poderia ter os seus lucros atuais afetados de forma significativa.

Segundo o diretor de Relações Institucionais do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), a proposta poderia reduzir o interesse de investidores e poderia aumentar a vantagem competitiva dos países produtores de minério de ferro, como a Austrália. A Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa Mineral, por sua vez, afirma que uma cobrança adicional poderia afastar a sua competitividade.

O atual governo também propôs a alteração da Lei Kandir, a qual foi criada em 1997 e isenta a exportação de bens não renováveis (pertencentes à União) do Tributo Estadual, chamado de ICMS. A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais (AMIG) havia solicitado a alteração da Lei Kandir por meio de um manifesto enviado ao presidente Lula.

Leia mais sobre o assunto em: https://cidadeseminerais.com.br/amig-envia-manifesto-ao-presidente-lula/

 

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...