Mineração no Brasil receberá investimentos de R$ 400 milhões para impulsionar projetos de geração renovável

Publicado em

 

A GreenYellow anunciou nesta terça-feira (2) um investimento de 400 milhões de reais em 2024 para impulsionar projetos de geração renovável e soluções energéticas no setor de mineração do Brasil.

A empresa, que pertence ao fundo de private equity Ardian, está ampliando sua atuação no país com um foco especial nas demandas energéticas do setor de mineração.

Especializada em geração solar e eficiência energética, a GreenYellow pretende expandir sua carteira de geração distribuída solar. Em 2023, suas usinas operacionais totalizaram 144,8 megawatts-pico (MWp). Para este ano, a empresa planeja conectar 65 MWp e mais 60 MWp até 2025, alcançando um total de 270 MWp até o final do próximo ano.

Além disso, a GreenYellow está direcionando esforços para projetos de eficiência energética, especialmente para consumidores comerciais e industriais, como no varejo alimentar. A empresa prevê assinar contratos para projetos que economizem 25 GWh de energia para os clientes neste ano, um aumento em relação aos 17 GWh economizados em 2023.

Investimento para a mineração pode ser concluído até outubro de 2024

Para financiar os projetos já em andamento em benefício da mineração, a GreenYellow planeja vender parte de seu portfólio de usinas solares operacionais. O formato e o tamanho da operação ainda estão sendo definidos, conforme explicou o presidente da empresa no Brasil, Marcelo Xavier.

A expectativa é concluir esse processo até outubro, com algumas ofertas não vinculantes recebidas até junho e o início da diligência em agosto.

Embora a empresa tenha testado o mercado anteriormente com uma venda de 49% de suas usinas, não houve o interesse esperado. Agora, a GreenYellow percebe uma melhora na valoração de seu portfólio e planeja retomar a venda com o uso da mineração.

Atuando no mercado brasileiro desde 2014, a GreenYellow já implementou mais de 1.000 projetos de eficiência energética e possui mais de 80 usinas de geração solar no país.

Seus clientes incluem grandes varejistas como Magazine Luiza e Pão de Açúcar, além das telecomunicações Oi e Claro. Com esse investimento significativo, a GreenYellow busca consolidar sua posição como líder em soluções energéticas sustentáveis no Brasil.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...