AMIG irá participar dos debates sobre repactuação do acordo de Mariana

Publicado em

A repactuação do acordo é discutida há cerca de dois anos. A ação foi motivada pela insatisfação em relação às medidas reparatórias da Fundação Renova após o rompimento da barragem da Samarco, em Mariana.

Em uma reunião realizada no dia 13 de março, a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MG) atendeu à solicitação da AMIG para fazer parte da repactuação do acordo de Mariana. A partir da autorização, a Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil passa a colaborar com os debates realizados acerca do acordo.

Estiveram presentes na reunião o presidente da AMIG e prefeito de Conceição do Mato Dentro, José Fernando Aparecido de Oliveira, o consultor de Relações Institucionais e Desenvolvimento Econômico, Waldir Salvador, o  consultor jurídico da AMIG, Rogério Moreira, o prefeito de Ouro Preto, Ângelo Oswaldo, o prefeito de Mariana, Edson Agostinho de Castro Carneiro, a secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Luísa Barreto, e  o secretário-adjunto e coordenador do Comitê Gestor Pró-Rio Doce, Luís Otávio Milagres de Assis.

De acordo com o presidente da AMIG, os municípios mineradores precisam fazer parte das negociações, pois foram diretamente atingidos pelo rompimento da Barragem de Fundão, em Mariana.

 “Não podemos permitir que aconteça novamente o mesmo descaso que houve na tramitação do Acordo Global da Vale S.A, firmado entre o Estado de Minas Gerais e a mineradora, em 2021, e liderado pelo Ministério Público de Minas Gerais. Apesar de ter sido uma conquista inédita, os territórios diretamente envolvidos e impactados pelo incidente na barragem de Brumadinho não foram ouvidos na discussão. A AMIG ainda identificou que não houve destinação de parte dos recursos para a dinamização e o desenvolvimento das cidades e regiões mineradoras afetadas” – destacou.

A AMIG sugeriu que uma parcela dos valores do acordo com a Samarco sejam voltadas para o setor de infraestrutura. De acordo com a associação, o setor é crucial para o desenvolvimento econômico país . Portanto, os municípios devem ser dotados de investimentos nessa área para que possam desenvolver políticas de diversificação econômica como a implementação de modais logísticos.

Segundo o prefeito de Ouro Preto, Ângelo Oswaldo, as mineradoras manifestam descaso com o impacto de suas atividades sobre os municípios.

“A Estrada Colonial que liga Antônio Pereira, Mariana, Catas Altas, Santa Bárbara e Barão de Cocais, por exemplo, foi esquecida pela Samarco. Firmamos um acordo com a empresa para fazer o recapeamento da via e, até então, nada foi feito. A Samarco não cumpre com seus compromissos. Acrescentar as Cidades e Minerais afetadas nesse acordo é uma indenização moral, social, econômica e ambiental” – ressaltou.

A secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Luísa Barreto, afirma que a participação da AMIG irá engradecer o debate e diz que o debate possui um caráter “reparatório e compensatório. Luísa também ressalta que parte dos recursos provenientes do acordo serão destinados pelo Governo de Minas Gerais para a universalização de saneamento básico na Bacia do Rio doce. Além disso, os recursos também podem contribuir com a melhoria de rodovias e conclusão de obras.

 

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...