Ibram reconhece avanços com Reforma Tributária, mas alerta para impactos ao setor mineral

Publicado em

 

A Reforma Tributária que tramita no Congresso (PEC 45/ 2019) continua sendo tema de debates promovidos ou prestigiados pelo Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram). A maior crítica da entidade é quanto aos impactos da regulamentação do Imposto Seletivo (IS) à mineração.

O assunto foi tema do “Encontro com o Presidente” realizado na última quinta-feira (28). O diretor-presidente do Ibram, Raul Jungmann, debateu com convidados e associados do instituto os avanços que a Reforma Tributária propiciará à economia e ao desenvolvimento do país, mas com a ressalva da posição contrária ao Imposto Seletivo.

O presidente do Ibram considera o imposto uma medida indevida, uma vez que a mineração já é tributada pelas razões que justificam a criação do imposto. “O IS, na verdade, representa, no nosso entendimento, algo como uma bitributação, já que ele foi criado devido ao impacto ambiental da atividade. O setor já paga a Cfem (Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais) que cumpre exatamente essa função”, explicou Raul Jungmann.

O Encontro com o Presidente da última semana teve a participação do sócio-diretor do Bichara Advogados, Luiz Carlos Bichara. Para ele, há uma incompatibilidade na gênese do Imposto Seletivo com a mineração, já que IS é destinado a “desincentivar condutas indesejadas pelo ordenamento”, ou seja, desestimular a produção de produtos que causam danos à saúde e ao meio ambiente.

“O principal item da Balança Comercial brasileira hoje é o minério de ferro e este imposto coloca em risco o seu resultado. Não é possível que a incidência deste tributo na mineração não prejudique, com uma consequência econômica catastrófica”, avaliou o advogado.

Sem Titulo 11
No Encontro com o Presidente, Raul JUngmann debate mineração com convidados e associados do Ibram

Ibram alerta para impactos também no bolso do consumidor

O diretor-presidente do Ibram, Raul Jungmann, afirma que o novo imposto pode representar aumento de custos também para outros itens no mercado externo, impactando o bolso do consumidor: “Isso porque setores como siderúrgico, automotivo, construção civil, utilidades domésticas, alimentos enlatados e embalagens, entre muitos outros, usam os minérios para fabricar seus produtos. Ou seja, a mineração, essas cadeias industriais, o atacado, o varejo e o consumidor deverão pagar a conta do Imposto Seletivo”.

A proposta foi aprovada pelo Senado no final do ano passado e está em tramitação na Câmara dos Deputados.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...