Bank of America prevê forte retomada no volume de vendas da Vale

Publicado em

 

Depois de um primeiro trimestre com resultados prejudicados pelas chuvas, a Vale (VALE3) deve registrar um lucro líquido de US$ 2,658 bilhões no segundo trimestre. O número representa um crescimento de 45% em comparação com o resultado de US$ 1,837 bilhão registrado no primeiro trimestre. As projeções são do Bank of America (BofA) e foram divulgadas pelo Estadão Broadcast.

De acordo com a publicação, a recuperação é fruto de uma forte retomada no volume de vendas após os resultados sazonalmente piores observados durante a estação chuvosa. A desvalorização do minério de ferro entre abril e junho, de US$ 125 por tonelada para US$ 111, não prejudicou a companhia, no entanto.

O relatório indica que “os volumes mais fortes mais que compensam os preços mais baixos no trimestre e levam a receita da Vale a uma alta sequencial”. No entanto, na comparação com o mesmo período do ano passado, o lucro líquido de US$ 2,658 bilhões representa uma queda de 35%.

O banco reiterou sua recomendação neutra para as ações e ADRs (ativos que permitem que empresas brasileiras sejam negociadas nas bolsas dos Estados Unidos) da Vale, com preços-alvo de R$ 75,00 e de US$ 15,00, respectivamente. A ação foi a mais recomendada para o mês de julho entre as corretoras ouvidas pelo E-Investidor.

Projeções

O BofA estima um resultado de US$ 9,596 bilhões no segundo trimestre para as receitas, cifra 14% maior que a do primeiro trimestre, porém 14% menor que a do mesmo período do ano passado. A projeção é baseada no crescimento do volume de vendas de minério de ferro de 72Mt no trimestre após as chuvas que atingiram o Terminal de Ponta da Madeira, em São Luís do Maranhão. Entre janeiro e março, os embarques e a composição de produtos da mineradora foram prejudicados.

Os dados divulgados pelo Estadão Broadcast apontaram ainda fatores que podem impactar a Vale: além do frete, a valorização do real e do dólar canadense sem aumento no preço dos metais pode influenciar perdas, já que 80% dos custos da empresa são pagos nessas moedas. A alta de taxas de fretes também podem afetar a mineradora, reduzindo a sua competitividade na China.

Nesta quarta-feira (5), os papéis da mineradora fecharam o pregão em baixa de 0,88%, cotados a R$ 65,32 após oscilarem entre máxima a R$ 65,86 e mínima a R$ 65,01.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...