PF investiga compra de minérios em garimpo ilegal pela Amazon e Walt Disney Company

Publicado em

Uma reportagem publicada pela Folha de S.P no último domingo (03), mostrou que a Polícia Federal e a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA estão investigando a Amazon e The Walt Disney Co., que administram aplicativos globais de streaming, e outras grandes marcas, como a Starbucks, pela compra de minerais vindo de garimpo ilegal em terras indígenas Yanomami, no Brasil.

Segundo informações, A PF investiga uma empresa chamada White Solder Metalurgia e Mineração, uma mineradora que produz estanho em escala global. Em seu site a empresa alega participar de toda a cadeia produtiva do metal, desde a mineração de cassiterita, que dá origem ao estanho.

Garimpo ilegal em Terras Yanomami teria participação de mineradora e cooperativa

Por sua vez, as terras indígenas Yanomami são ricas em minério e, nos últimos anos, não é incomum ver garimpeiros presos em barcos cheios de cassiterita que correm pelos rios da região.

A própria atividade de garimpo ilegal é conhecida por ser uma causa de mortes indígenas. Seja devido a disputas territoriais, à poluição dos rios que limita o fornecimento de alimentos e medicamentos tradicionais aos povos indígenas, ou à propagação de doenças.

Nesse contexto a White Solder foi alvo, em dezembro de 2023, da Operação Forja de Hefesto, da PF. O nome da empresa apareceu em registro obtido pelos investigadores que a aponta como a recebedora de R$ 166 milhões em cassiterita oriunda da Cooperativa de Produtores de Estanho do Brasil.

Por sua vez, os pesquisadores acreditam que a cooperativa serve de intermediária entre as organizações criminosas que organizam a garimpo ilegal na região Yanomami.

De acordo com a Agência Nacional de Mineração a empresa tem 17 requerimentos de exploração de cassiterita e minério de estanho. Nenhum deles em Roraima. São 16 em Rondônia e 1 no Mato Grosso.

Para a PF, a White Solder comprava o mineral dos garimpeiros, o processava e depois revendia para os seus clientes, entre eles as big techs citadas. Os investigadores agora tentam descobrir se a operação era realizada de forma deliberada ou por negligência.

Após as investigações de garimpo ilegal, a Justiça determinou a suspensão das atividades econômicas da White Solder e da Cooperativa de Produtores de Estanho do Brasil, assim como o bloqueio dos seus bens e CNPJs.

A mineradora teve R$ 108 milhões bloqueados em sua matriz em São Paulo e na filial em Rondônia. Já a Cooperativa teve os CNPJs das filiais em Rondônia e Roraima desativados e viu o bloqueio dos R$ 23 milhões destinados ao intermediário.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...