Brasil pode se tornar referência mundial em exportações de lítio

Publicado em

Decreto divulgado em julho deste ano pelo Governo Federal flexibiliza a exploração e exportação do lítio no Brasil. A decisão pode colocar o país em posição de destaque no setor.

O lítio é um metal alcalino encontrado na natureza e caracterizado por sua baixa densidade e alta eletropositividade. O lítio é aplicado em usinas nucleares e tem fins medicinais, porém, o metal é conhecido por ser a principal matéria prima na indústria elétrica para a fabricação de baterias.

litio
Extração de lítio. Imagem: Banco de Imagens

No Brasil, a política de exploração do lítio era bastante rigorosa e limitava o potencial econômico do metal. Porém, o cenário nacional mudou a partir do decreto governamental divulgado pelo governo em julho deste ano. O objetivo principal do decreto é flexibilizar a produção e, principalmente, a exportação do metal. A iniciativa já atrai investimentos bilionários no setor da mineração no Brasil e as expectativas são de alto crescimento da produção e exportação para países europeus.

Atualmente, apenas três empresas mineradoras exploram o metal em território brasileiro. São elas: Companhia Brasileira de Lítio (CBL), AMIG Brasil e a canadense Sigma, responsável pela produção de 37 mil toneladas de lítio por ano. No entanto, a nova decisão é um incentivo para projetos de exploração do lítio por parte de outras empresas.

A revisão das políticas de exploração do lítio é uma pauta discutida, não só no Brasil, mas no mundo. O principal motivo é a chamada “Transição Energética” que consiste em substituir fontes de energia não renováveis por fontes limpas na indústria. O setor que mais movimenta o mercado do Lítio no mundo é o automobilístico pela produção de baterias e pelo advento dos carros elétricos.

As expectativas econômicas para o Brasil são otimistas. De acordo com especialistas, o país pode se tornar não só uma referência, mas uma potência na produção do Lítio. As previsões ambientais, no entanto, não são tão positivas. Ambientalistas apontam que o momento exige atenção e cautela para que a interferência ambiental seja a menor possível.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...