Governo de Minas lança campanha para incentivar turismo no inverno, incluindo cidades mineradas

Publicado em

 

O Governo de Minas lançou nesta quinta-feira (27) a campanha Inverno em Minas. O objetivo é posicionar o estado como um dos principais destinos turísticos do país na estação mais fria do ano, tanto pela pluralidade de atrativos e paisagens, que podem agradar qualquer perfil de viajante, quanto pela estrutura e riquezas culturais. A expectativa é que cerca de 500 ações aconteçam em aproximadamente 400 municípios – incluindo cidades onde a mineração está presente – até 22 de setembro, encerramento oficial do inverno.

A ação é realizada por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo e patrocínio da Cemig, via Lei Estadual de Incentivo à Cultura. “Somos competitivos no mercado nacional e internacional neste período do ano. O Inverno em Minas significa mostrar para o Brasil e para o mundo a potência desse período no estado de Minas Gerais como um todo. De Monte Verde a Tiradentes, passando pela região da Mantiqueira e outras regiões, as cidades estão realmente preparadas para acolher quem quer vir a Minas Gerais. Abre-se um leque impressionante para que possamos continuar crescendo o dobro da média nacional”, afirma o secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas de Oliveira.

A campanha turística Inverno em Minas coincide com os festivais de inverno em diversos municípios – alguns entre os mais tradicionais do estado, como em Itabira (foto) e Ouro Preto – recheados de atividades culturais e educativas, como shows, exposições, oficinas, apresentações teatrais e sessões de cinema.

De acordo com o Governo de Minas, o projeto também promove e valoriza a Cozinha Mineira, patrimônio cultural imaterial de Minas Gerais, com receitas típicas desta estação do ano, como pratos e caldos derivados de milho e mandioca, alimentos reconhecidos como Patrimônio Cultural Imaterial de Minas Gerais, quentão, feito com cachaça, quitandas, pão de queijo e os premiados vinhos, azeites e cafés do estado.

O queijo, claro, um dos símbolos da cultura mineira, está sempre presente à mesa. Vale ressaltar que o Queijo Minas Artesanal está mais perto de se tornar Patrimônio Mundial da Unesco. Na última semana, esse e outros tipos do produto foram apresentados em uma ação cultural do Governo de Minas na Embaixada do Brasil em Paris.

Turismo em Minas

Minas Gerais liderou o crescimento do turismo no Brasil em 2023, quando recebeu mais de 31 milhões de visitantes e, neste ano, segue em primeiro lugar na variação acumulada de abril de 2023 a abril de 2024. No período, o volume das atividades turísticas no estado chegou a 12,5%, 166% acima da média nacional (4,7%), segundo o relatório mais recente do Observatório do Turismo de Minas Gerais, realizado a partir dos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Roteiros 

O projeto conta com cinco roteiros que combinam belezas naturais, patrimônio histórico, tranquilidade, aventura e as delícias da Cozinha Mineira: Circuito dos Vinhos, que passa por Três Pontas, Caldas, Andradas e São Gonçalo do Sapucaí; Circuito Sul de Minas, em Extrema, Gonçalves e Monte Verde; Circuito Serra da Canastra, que explora São João Batista do Glória, Capitólio, São Roque de Minas e Vargem Bonita; Circuito Espinhaço/Diamantes, em Diamantina, São Gonçalo do Rio das Pedras, Milho Verde, Serro e Lapinha da Serra; e, por fim, o Circuito do Ouro, com Santuário do Caraça, Catas Altas, Santana do Montes e Tiradentes no percurso.

Os roteiros proporcionam vivências únicas pelos tesouros mineiros, como visitas a vinícolas, queijarias, cidades históricas, natureza exuberante, eventos culturais e muito mais.

Programação em julho e agosto

Ações do projeto “Ano da Cozinha Mineira – Clássica e Contemporânea” estão programadas para serem realizadas em meio à campanha Inverno em Minas. Em julho, mês em que se comemora o Dia da Gastronomia Mineira, o Prêmio Eduardo Frieiro reconhecerá profissionais e organizações de destaque da cadeia produtiva da culinária mineira. Na segunda quinzena de julho acontecerá um jantar em homenagem à Cozinha Mineira Clássica e Contemporânea.

Press trips em restaurantes de BH que promovem a cozinha mineira, cozinhas vivas em espaços públicos, rodada de negócios de produtores de vinhos com chefs da capital mineira, workshop de gastronomia, intervenções artísticas, feira de produtores artesanais de diversas regiões de Minas e Circuito Gastronômico da Pampulha também fazem parte da programação dos meses de julho e agosto. As informações são da Agência Minas.

 

Matérias Relacionadas

‘Biossólido Itabira’ irá transformar lodo da Estação de Tratamento de Esgoto Laboreaux em um insumo agrícola

O “Biossólido Itabira”, uma colaboração entre o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de...

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Festival Os Sons do Brasil’ chega em Ouro Preto e Mariana entre 20 a 22 de junho

Entre os dias 20 a 22 de junho, Ouro Preto e Mariana serão palcos...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Cidade das gemas: moradores de Teófilo Otoni vivem terror com guerra entre facções criminosas

Bandidos trocaram tiros com a Polícia na noite desta quinta-feira; PCC e Comando Vermelho vêm amedrontando moradores da cidade nas últimas semanas

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios