História e Tradição: Barão de Cocais

Publicado em

Barão de Cocais carrega os fortes traços da mineiridade e possui uma grande riqueza histórica e natural. Leia a matéria a seguir e saiba mais sobre a História e Tradição da cidade.

De acordo com o censo IBGE-2021, Barão de Cocais possui 32.232 habitantes. A cidade também é conhecida como Portal do Caraça e faz parte do circuito Estrada Real. A história de Barão de Cocais começou no início do século XVIII, quando bandeirantes paulistas e portugueses se instalaram às margens do Rio São João. O primeiro povoado fundado na região recebeu o nome de Socorro. Alguns anos depois, o arraial passou a ser conhecido como São João do Presídio do Morro Grande.

De acordo com a tradição, os bandeirantes permaneceram no povoado devido à descoberta de ricas minas de ouro. Em 1764, iniciou-se a construção da Igreja Matriz de São João Batista do Morro Grande. A obra durou 21 anos e possui obras de grandes artistas, por exemplo, a Imagem de São João Batista esculpida por Aleijadinho.

Correio de Minas
O Santuário é tombado como Patrimônio Histórico pelo IPHAN e é um dos principais pontos turísticos da cidade. Foto: Correio de Minas

São João do Presídio do Morro Grande pertenceu ao município de Santa Bárbara por um longo período. Somente no ano de 1943, o povoado foi emancipado e recebeu o nome de Barão de Cocais, em homenagem à Barão José Feliciano Pinto Coelho da Cunha.

Turismo

Além do santuário de São João Batista do Morro Grande, Barão de Cocais conta com vários atrativos turísticos como as ruínas da Mina de Gongo Soco, a Igreja de Sant’Anna e o Sobrado do Cartório.

Foto Marden Couto
Igreja de Sant’Anna. Foto: Marden Couto
sobrado do cartorio pref
Sobrado do Cartório. Foto: Prefeitura Municipal
iepha
Ruínas do complexo Mina de Gongo Soco. Foto: IEPHA

O ecoturismo também é um ponto forte na cidade. A Serra do Cambota, as trilhas e cachoeiras e o Sítio Arqueológico Pedra Pintada são paradas obrigatórias para quem ama a natureza.

cachoeira do Cambota 713x440 guia estrada real
Cachoeira do Cambota, na Serra do Cambota. Foto: Guia Estrada Real
pera pintada inst estrada real
Pinturas rupestres no Sítio Arqueológico Pedra Pintada. Foto: Instituto Estrada Real

Barão de Cocais também é uma cidade mineradora e tem grande parte do seu PIB proveniente da mineração. Atualmente, as principais empresas do setor mineral que operam na cidade são a GSM Mineração e a Atlântica Minas Mineração.

Matérias Relacionadas

‘Biossólido Itabira’ irá transformar lodo da Estação de Tratamento de Esgoto Laboreaux em um insumo agrícola

O “Biossólido Itabira”, uma colaboração entre o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de...

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Festival Os Sons do Brasil’ chega em Ouro Preto e Mariana entre 20 a 22 de junho

Entre os dias 20 a 22 de junho, Ouro Preto e Mariana serão palcos...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Cidade das gemas: moradores de Teófilo Otoni vivem terror com guerra entre facções criminosas

Bandidos trocaram tiros com a Polícia na noite desta quinta-feira; PCC e Comando Vermelho vêm amedrontando moradores da cidade nas últimas semanas

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios