Vale sofre processo de US$ 3,8 bilhões na Holanda por desastre de Mariana

Publicado em

 

As vítimas do trágico rompimento da barragem de Mariana, em 2015, estão buscando justiça e compensação em uma ação judicial lançada na Holanda, onde cerca de 3 bilhões de libras esterlinas (equivalente a 3,8 bilhões de dólares) estão sendo solicitados das empresas de mineração Vale (VALE3) e Samarco.

A ação foi movida pela Stichting Ações do Rio Doce, uma fundação holandesa sem fins lucrativos, em nome de quase 1.000 empresas e mais de 77.000 indivíduos afetados pelo desastre.

O processo, apresentado pela empresa holandesa Lemstra Van der Korst e pela britânica Pogust Goodhead, busca garantir que as vítimas recebam a compensação que merecem pelo sofrimento e perdas causadas pelo rompimento da barragem.

A Vale, que possui participação na Samarco em parceria com a BHP, reforçou seu compromisso em apoiar a reparação integral dos danos causados pelo desastre.

Até fevereiro de 2024, a empresa destinou cerca de 36,51 bilhões de reais às ações de reparação e compensação por meio da Fundação Renova, responsável por gerenciar e implementar medidas de reparação socioeconômica e ambiental.

Desse montante, mais de 14 bilhões de reais foram destinados ao pagamento de indenizações e cerca de 2,75 bilhões de reais em Auxílios Financeiros Emergenciais, beneficiando aproximadamente 441,7 mil pessoas afetadas pelo desastre.

Relembre a tragédia de Mariana e os processos contra a Vale

O rompimento da barragem de Mariana resultou em uma tragédia humana e ambiental sem precedentes, causando a perda de vidas, a destruição de comunidades e a poluição significativa do Rio Doce, afetando o ecossistema ao longo de sua extensão até o Oceano Atlântico.

Embora uma decisão judicial recente no Brasil tenha determinado que a Vale, a BHP e a Samarco devem pagar indenizações no valor de 47,6 bilhões de reais, essa medida não se aplica às vítimas individuais, como destacou a Pogust Goodhead em janeiro.

Por isso, a busca por justiça continua, agora também em solo holandês, onde a ação foi aberta contra a Vale e a Samarco Iron Ore Europe BV, subsidiária holandesa da Samarco.

Matérias Relacionadas

‘Biossólido Itabira’ irá transformar lodo da Estação de Tratamento de Esgoto Laboreaux em um insumo agrícola

O “Biossólido Itabira”, uma colaboração entre o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de...

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Festival Os Sons do Brasil’ chega em Ouro Preto e Mariana entre 20 a 22 de junho

Entre os dias 20 a 22 de junho, Ouro Preto e Mariana serão palcos...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Cidade das gemas: moradores de Teófilo Otoni vivem terror com guerra entre facções criminosas

Bandidos trocaram tiros com a Polícia na noite desta quinta-feira; PCC e Comando Vermelho vêm amedrontando moradores da cidade nas últimas semanas

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios