Inovar para sobreviver – um dos maiores desafios do empreendedor

Publicado em

Recentemente fui procurado por um empreendedor que desenvolveu um excelente projeto de negócios. Foi um projeto tão bem-sucedido que em apenas dois anos de atividades, o empreendimento já tinha se consolidado no mercado.  No entanto, ele disse que estava sendo ameaçado por um concorrente que copiou seus diferenciais competitivos. Por esse motivo, ele estava perdendo vários clientes e disse, ainda, que necessitava de ideias inovadoras para tentar recuperar os clientes perdidos.

Mais do que nunca, um dos maiores desafios de qualquer empresa que deseja manter-se no mercado é ser a primeira a enxergar, ou melhor, ainda, determinar tendências de consumo. A inovação nunca foi tão importante como nos dias de hoje.

Eu lhe propus que fizesse uma reflexão: assistindo um programa de TV, na cama ou sofá de sua casa, deixa sem querer – é claro – o controle remoto do seu aparelho de televisão cair no chão. Trata-se de uma ocorrência bastante comum no nosso dia-a-dia, certo?! Porque ninguém nunca pensou em fabricar um controle remoto a prova de choque? Um aparelho com uma estrutura de borracha ou outro material não quebraria tão facilmente ao cair como os que existem atualmente. Uma grande empresa, através de uma pesquisa de opinião, descobriu essa necessidade de inovação e já está desenvolvendo o produto. Geralmente, ideias que garantem inovações bem sucedidas, nascem quando ouvimos quem tem o poder, o consumidor. E você, já pensou na possibilidade de realizar uma pesquisa de opinião?

Ao contrário do que muitos pensam, a inovação não está associada apenas com a criação de novas tecnologias. Inovação pode ser definida, também, como a criação de novos modelos de negócios. Veja o caso da Nokia, um exemplo interessante de uma grande empresa que consegue inovar. Seus aparelhos celulares são usados por mais de um bilhão de pessoas no mundo inteiro. A Nokia deseja comercializar, também, serviços que abrangem telefonia móvel, comunicação de dados, Internet e televisão por assinatura. O objetivo da companhia é oferecer o que há de mais moderno em telecomunicações e superar os níveis de exigência dos clientes. Este é um excelente exemplo de inovação através da criação de novos modelos de negócios. Já pensou nisso? Esta pode ser uma alternativa e solução para a sua empresa, incorporar novas atividades de negócios. Agora é a hora de utilizar estas considerações como base, acrescentar as suas e com determinação inovar para sobreviver.

Reginaldo Calixto
Empresário, Administrador, ex-vice prefeito de Itabira e ex-presidente da ACITA.

Matérias Relacionadas

‘Biossólido Itabira’ irá transformar lodo da Estação de Tratamento de Esgoto Laboreaux em um insumo agrícola

O “Biossólido Itabira”, uma colaboração entre o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de...

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Festival Os Sons do Brasil’ chega em Ouro Preto e Mariana entre 20 a 22 de junho

Entre os dias 20 a 22 de junho, Ouro Preto e Mariana serão palcos...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Cidade das gemas: moradores de Teófilo Otoni vivem terror com guerra entre facções criminosas

Bandidos trocaram tiros com a Polícia na noite desta quinta-feira; PCC e Comando Vermelho vêm amedrontando moradores da cidade nas últimas semanas

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios